Preconceito existe sim, sofro cada vez que passo pela imigração

Matéria extraida da revista Brasil etc.

A empresária Mônica, que mora na Inglaterra há quase 10 anos e viaja constantemente por causa do trabalho, conta de forma clara que existe preconceito contra brasileiro. Segundo ela, os europeus, de uma forma geral, vêem os imigrantes do Brasil como favelados e sem condições financeiras para fazer turismo. No depoimento a seguir, ela conta um pouco de suas desagradáveis aventuras pelos balcões de imigração na Europa e cobra do Governo atitutes mais sérias e severas para ajudar esses cidadãos que moram foram do território Nacional. “Por causa do meu trabalho viajo muito. Infelizmente, as experiências desagradáveis na Imigração sempre acontecem. Em cerca de 2 anos e meio fui 20 vezes ao Brasil e várias outras a Europa, América Central e África. Com isso, dá para se ter uma idéia de quantas vezes tive que ‘enfrentar’ o crivo das perguntas da Imigração. Não vou citar, obviamente, todas as situações que vivi, mas têm umas que, particularmente, me afetaram, me senti humilhada e discriminada.

Há três anos eu voltava do Brasil, via Amsterdã, com meu marido que é inglês. Cheguei ao aeroporto “London City” e era a única passageira “não européia” ou, ao menos, a única que foi para a fila designada. Todos os passageiros do avião foram liberados enquanto continuávamos (eu e meu marido, sempre passamos juntos) a responder as perguntas do oficial de imigração. Ele quis saber como tínhamos nos conhecido e toda a história até o casamento. Nos perguntou tanto, que a oficial que atendia os outros passageiros veio conversar com ele e disse para nos dispensar que estava tudo certo e, inclusive, pediu desculpas pelo “sistema” do país.

Dissemos, ainda com bom humor, que entendíamos. Logo que nos liberaram, alguns metrosà frente, três outros oficiais nos barraram – eles estavam próximos e viram, acho que até ouviram toda a conversa. Pediram meu passaporte e fizeram mais perguntas. Fomos novamente liberados. Logo a frente outro funcionário nos barrou e, dessa vez, para verificar nossa bagagem. É óbvio que a essa altura eu já estava cansada de toda a história e não entendia o “sistema”, vi toda a situação como preconceito mesmo. Eles tentaram, de todas as formas, barrarem minha entrada no país.

Mas, tiveram que me “engolir”. Alguns meses depois passei por outra situação desagradável, dessa vez para sair da Itália. Já tinha ido anteriormente ao país e não havia encontrado qualquer problema com imigração. Há cerca de dois anos estava retornando de viagem por outros países e a rota final era Milão-Londres. Eu e meu marido, mais uma vez, passamos juntos na imigração. Os passageiros já estavam embarcando e seríamos os últimos a entrar no ônibus que nos levaria até o avião.

Devo ressaltar que o posto de imigração fica bem próximo do ponto de embarque da companhia e os passageiros já no ônibus podiam ver a movimentação interna, pois a separação é de vidro e tudo bem próximo. Meu marido passou comigo e disse para eu esperar o carimbo no passaporte que ele já iria adiantar com a Companhia aérea. Isso na frente da oficial. Ela esperou ele sair e perguntou onde estava minha passagem.

Respondi: com ele! Mandou-me buscar o ticket para apresentar. Fui até onde ele estava e pedi, só que a essa altura as atendentes já haviam passado o ticket e eu trouxe apenas o canhoto para ela que disse que aquilo não valeria, eu teria que trazer a passagem inteira. Nesse ínterim, todos os passageiros do ônibus estavam olhando para mim, eu era a última passageira e estava atrasando o embarque, as funcionárias da Companhia também não entendiam porque eu precisava da passagem inteira.

A oficial de imigração estava com uma fisionomia irônica e olhando eu ir e vir do ponto de embarque. Quando meu marido voltou para dizer que não tínhamos mais a passagem inteira – que ela viu que a companhia tinha utilizado – ela nem olhou mais, bateu o carimbo e olhou na minha cara. Eu só disse para ela, em inglês, eu só quero sair desse país desgraçado! As funcionárias da companhia aérea olhavam para mim como se estivessem confusas. Meu marido disse a elas que não sabia por que ela tinha feito essas exigências comigo.

Respondi: porque eu não sou britânica! Entrei no ônibus com a cabeça baixa, sem poder olhar para os outros passageiros. Para mim estava escrito na minha testa “imigrante”. Até hoje quando comento essa situação fico com raiva e vejo, claramente, que foi uma demonstração de preconceito. Meu marido procura amenizar e diz que os italianos me amaram e por isso não queriam me deixar sair do país. O que me deixa mais furiosa é saber que sempre terei que passar por situações como essas, isso se repetirá, infelizmente.

Afinal, “não há discriminação contra os brasileiros”. Essa é a afirmação cômoda de nossos políticos ou das autoridades envolvidas na questão. Já li isso várias vezes, em jornais, internet, etc. O caso da estudante brasileira barrada na Espanha não é único, na verdade, é cotidiano. Mas, é mais cômodo nossas autoridades fecharem os olhos e dizerem “não há preconceito contra brasileiros”. Srs. Políticos e autoridades governamentais, se não há preconceito contra os brasileiros, há preconceito contra a minha pessoa! Eu sinto preconceito, eu sou discriminada a cada vez que passo pela imigração.

No mês passado vindo de Paris o oficial me perguntou quanto tempo eu pretendia ficar na Inglaterra. Ora! Eu respondi: Toda a minha vida! Se eu tenho residência, importa quanto tempo eu vou ficar? Não entendo e nunca entenderei porque tenho que contar minha vida a cada vez que entro no país. Sei que há leis e regras a serem seguidas. Não questiono isso. Mas, porque uma pessoa que já passou por todo o processo – e que não é simples – para conseguir sua permanência aqui tem que repetir a mesma história sempre. Sempre que leio sobre o assunto, vejo nossas autoridades dizendo que estão tratando do problema. Eu dou uma sugestão a eles: venham para a Europa e tentem entrar na imigração. Mas, não venham no “jatinho presidencial”, assim é fácil! O dia em que um senador, diplomata, for recusado na imigração de algum país, ficar horas ou mesmo dias esperando o vôo de volta, sem as “mordomias palacianas”, aí sim, eles saberão o que os brasileiros passam e, quem sabe, mudem suas atitudes. É fácil dizer que estão resolvendo a situação, sentados confortavelmente, longe da realidade de suas redomas.

Quero deixar claro, aqui, que quando questiono o posicionamento das autoridades brasileiras, sei que eles não têm poder para intervir nas leis de outros países. Mas, não sejamos ingênuos para perceber que muito mais pode ser feito. Foi preciso que essa estudante brasileira fizesse esse escândalo para que o assunto fosse comentado. Agora o Brasil recusa estrangeiros em seu território. Retaliação não resolverá a situação. Se a exigência de passagem de volta sempre existiu porque somente agora as autoridades brasileiras estão exigindo? O que o Brasil precisa é impor respeito para que, quem sabe, sejamos respeitados também.

Para começar, tratar com um pouco mais de respeito os brasileiros que estão aqui fora. Acredito que essa é a função dos Consulados e, pelo que tenho lido e ouvido, têm se mostrado bem ausentes e deixando muito a desejar.”

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...



34 thoughts on “Preconceito existe sim, sofro cada vez que passo pela imigração

  1. Alex

    Os própios brasileiros não se dão o respeito,muitos vem pra cá e não se dão nem o trabalho de aprender a lingua a cultura,muito vem para fazlsificar passaportes documentos,ficarem ilegais (que são milhares),muitas mulheres vem para ser dançarinas de boate (prostitutas),muitos vem para cá só para sugar o dinheiro britânico,que outra imagem vão ter do povo brasileiros??que imagem os brasileiros tem dos bolivianos?? chineses?? eles sofrem o msm proconceito que os brasileiros sofrem lá fora!,brasileiro sofre discriminação sim mas tb causam discriminação,portanto não são um modelo a ser seguido!!

    responder
  2. Alex

    Ah ia esquecendo os nordestinos!! que são brasileiros e sofrem discriminação no propio pais!! brasileiro gosta de se exibir no exterior!!

    responder
  3. Mrs Brazil

    Comentario sobre o relato da Sra Monica,moro no Reino Unido ha tres anos sou esposa de um Bussines Man ingles viajamos o mundo inteiro a trabalho e tambem de ferias sou residente definitivamente no Reino Unido e passo muitas vezes pela imigracao seja em uk ou em qualquer pais do mundo nunca fui discriminada apenas foi questionada e isso nao e DISCRIMINACAO uma vez um Sr oficial da imigracao britanica quiz fazer me algumas perguntas sem a presenca do meu marido ele me perguntou se nos ainda estavamos casados e como era minha vida em uk isso mesmo depois de ter visto meu visto de esposa que teve validade na epoca por dois anos eu respondi com toda a verdade do mundo devido nosso casamento ser legitimo e nao por trocas de favores,a imigracao tem todo o direito de fazer perguntas e parar qualquer cidadao que tem nacionalidade fora da UE infelizmente nos sabemos que muitos brasileiros e outros vem para Uk ou outro pais Europeu para o trabalho ilegal isso e uma verdade por isso os bons pagam pelos maus por isso esse cuidado que a imigracao tem em fazer perguntas isso faz parte do trabalho deles e nao se sinto discriminada em responder as perguntas ja que ainda estou com um passaporte brasileiro e ainda entro na FILA DOS DESESPERADOS como chamo mas quando me naturalizar esse ano direito que temos os casados entao entrarei na FILA DOS LIVRES
    Ja que a Sra Monica vive 10 anos em UK e seu marido e um cidadao britanico lhe recomendo em se naturalizar britanica.Desde que vim morar em uk estou sempre estudando sobre essa sociedade a qual vim viver nos precisamos saber de nossos direitos e deveres e fazer usufruto dela,aprendi muito com essa sociedade uma coisa foi nunca se atrazar e nunca faltar com a palavra coisa que nos brasileiros somos pessimos.Toda vez que viajamos sempre estamos com todos os documentos em maos e nunca atrazados funcionaros de aeroportos precisam trabalhar com o tempo se nao for assim tds os voos se atrazam e vai ser um caos.Obrigada

    responder
  4. simone

    Realmente brasileiro é mau visto lá fora, pagamos pelos errados.
    Acho que todo país tem o direito de barrar, caso não ache conveniente a entrada deste ou aquele cidadão, mas o que venho visto é realmente preconceito e violação aos direitos humanos.
    Semana passada senti na pele pela uma pessoa da minha família o que é ser humilhado no imigração em Londres. Sem nenhum motivo aparente, apenas desconfiança que ela ia ficar morando em Londres, a prenderam e a humilharam, talvez por estar viajando sozinha e ser mulher, que apenas ia visitar o seu filho que estava legal no país. A enganaram que iam levá-la para uma clínica ,pois estava passando mal e a levaram para o centro de detenção, e foi deportada quase 48 horas depois.
    Existiu aí dois tipos de preconceito, ser mulher e ser brasileira.
    isto para mim , não é país de primeiro mundo, é sim uma violação aos direitos humanos. Esta pessoa está ainda em estado de choque tendo que fazer tratamento psicológico.

    responder
  5. Lazaro Mensagem autor

    Mrs Brasil e Simone, obrigado pelos comentários, infelizmente tudo isso é verdade, os bons pagam pelos maus, as vezes há discriminação, mas na maioria é a “fama” do brasileiro que estraga.

    responder
  6. Mrs Brazil

    Preconceito racismo ect concordo que exista em todos os lugares do mundo,mas se tratando desse topico de nos brasileiros sofremos preconceitos fora do brasil por autoridadesestrangeiras as vezes acontece,por ex eu conheci meu marido no brasil e nunca passou pela minha cabeca em morar no Reino Unido toda essa mudanca na minha vida veio como uma surpresa bom ele e um cidado britanico e como tal tem todo o direito de se casar com qualquer pessoa de qualquer nacionalidade o processo para o casamento e a adaptacao ao pais nao e facil as autoridades britanicas sao muito cuidadosas com o processo visto que muitos casamentos que acontecem nao sao legitimos e dando um visto de residente a um cidadao estrangeiro em uk isso o favorece em mts coisas alem do mais favorecera a sua familia muitos trazem familiares
    de seus paises de origem para o trabalho ilegal ect.Ao meu ver as autoridades devem sim serem exigentes,e os que pensam em trazer alguem de sua familia para uk devem orienta los devidamente e suporta los financeiramente durante a estadia no reino unido o seu familiar deve ter trabalho no brasil e provar com documentos que ira voltar ao brasil que nao tem a intencao de ficar no reino unido para o trabalho ilegal ect,deve apresentar sua passagem de volta e ter seu seguro medico pago no brasil com falidade durante sua estadia,veja que o sitema publico de saude nao tem obrigacao de assistir um estrangeiro sem receber pelo atendimento,e de preferencia nao deixe que seu familiar passe pela imigracao sozinho sem falar o ingles pois ele parecera mais suspicioso para as autoridades,o home office ou consulado britanico no brasil possuemweb sites dando toda a orientacao necessaria para aqueles que desejam vizitar o pais,primeiramente antes de pensar em vim ao reino unido ou qualquer outro pais orientece devidamente nao va atras de conversas de curiosos procure as informacoes do governo,o reino unido e um pais muito organizado.Obrigada

    responder
  7. vanderlei Rizzon

    Ola a todos,vendo estes comentarios,so me leva a crer,que os propios culpados de tanta discriminaçao sao os propios brasileiros.Eu vivo aqui na Espanha fazem seis anos,tenho permisso de residencia e trabalho oficial,e com este tempo,ja vi tudo que e presepada que brasileiros que vem aqui fazem,falsificaçao de documentos,falsificaçao de carteira de motorista,assalto,uso de drogas, e por ai vai,voçes nao imaginan comoo e constrangedor sempre ouvir um espanhol,ou outro estranjeiro dizer,que todas as brasileiras sao putas,sao faceis,e abrem as pernas por um piso e um prato de comida,ja levo muito tempo ouvindo isso aqui.Porem,as culpadas sao as propias brasileiras que vem aqui ou em outro pais,e se metem com tudo que e tranqueira de estranjeiro seja ele de onde for,ate da africa,ou de marrocos,oras bolas,entao temos que dar razao ao povo europeu de falar,e fazerem o que fazem.Falta vergonha,dignidade,carater,na cara dos brasileiros,essas infelizes veem aqui desgraçam a vida se metendo com quem nao vale nada,e depois ainda querem chegar no Brasil,e dizer meu namorado e gringo,gringo uma merda,a dita cuja sofre tudo que e tipo de humilahaçao e esta la tirando onda,casamentos mal feitos acontecem aqui e em todo lugar.Meus amigos isso nao vai mudar nunca,cada um tem que cuidar de si,ja investiguei a morte de duas brasileiras aqui na Espanha,e foram mortas por serem prostitutas,viciadas em drogas,e por nao pagarem a droga consumida,e nao penssem voçes que as autoridades espanholas fazem algo,nao fazem nada,elas e tantas outras que ja morreram na mao desta gente,que sao perversos por natureza,maus,soberbos,egoistas,serao so mais uma morta,nada mais que isso.Se voçes me perguntarem porque eu vivo aqui,eu digo vivo por dinheiro,trabalho duro e honesto,sem me meter com todo o lixo que exsite aqui,e para falar a verdade,EU QUERO MATAR UM FILHO DA PUTA DE UM ESPANHOL NO BRASIL.PELO SIMPLES PRAZER DE MATAR,e se alguem fizer nao o condenem que e bem merecido.Um abraço a todos.

    responder
  8. luciana

    como vc quer q as pessoas aqui ou em qualquedr lugar respeitem nos brasileiros se vc escreve uma coisa dessa vc mesmo esta caindo em contradicao no que diz.

    responder
  9. dennis

    i am english and i dont like immigrants coming to live i n our country and especially not brazilians who in brazil call us gringos and try to fuck us please stay in brazil por favor

    responder
  10. Mrs Brazil

    Dennis oh dear i can apologize about brazilians call foreigner people GRINGOS i think is not nice but some foreigners just love been called GRINGO so if u are not happy about immigrants come over here to work and life PLEASE u have to complain to your AUTHORITYS them in my view not are doing good job anyway your goverment dont have the money to investy this setor the same happen in brazil there are so many foreigner life bying property having good time without have rights ect.In brazil about 11 thousands brits life there and many more others nacionalities some are going bad things there.PLEASE BAD FOREIGNERS STAY IN YOUR COUNTRY.ALL the best for u take care.

    PS sorry about my bad english

    responder
  11. sofia

    sou totalmente de acordo com voce,moro na italia faz 3 anos e todo dia vejo brasileiro sendo discriminado aqui,pra eles brasileiras sao putas e brasileiros sao gigolos,eles condenam todo um povo por uma ou duas pessoas que fazem as coisas erradas,na televisao italiana mostram sò carnaval e trans,pra dizer a verdade os italianos sao mal agradecidos,porque quando teve a guerra na italia foram todo mundo correndo pro brasil,e tem um site brasileiro que fizeram em homenagem a italia que chamam os italianos de “BRAVA GENTE” enquanto os italianos chamam os brasileiros de protitutas e gigolos,tem discriminaçao simmmmmm e sinto muito por essas pessoas serem assim tao ignorantes e pequenas

    responder
  12. mary

    na verdade os brasileiros sao discriminados pelos proprios brasileiros que muitas vezes vem para a europa sem documentaçao, conseguem graças a outras pessoas, ou por casamento ou por seja qual for o motivo e se acham por isso, se desfazendo dos demais…

    responder
  13. Bruna

    Resposta de comentário de Mary:
    Eu descordo plenamente com você. Cada caso é um caso, mas toda imigração da UE é igual. Eu fui recentemente a Europa ficar um mês com meu namorado alemão na Escócia onde ele mora. Quando fui para a Alemanhã, por eu ser tão branca quanto eles, o agente de imigração olhou duas vezes para minha cara, duas vezes para o meu passaporte, carimbou-o e disse BEM VINDA. Quando saí da Alemanhã e fui para a Escócia, um dos meus vôos foi cancelado e desembarquei em aeroporto diferente por causa da neve. O agente da imigração neste caso, olhou para minha cara e disse: VOCÊ É NÃO-EUROPEIA, mas no seu caso é só prencher esse formulário, assinar e voltar a fila. TODO MUNDO OLHA PRA VOCÊ ACHANDO QUE VOCÊ ESTÁ ILEGAL OU QUE ESTÁ SENDO BARRADO. Agora, se eu fosse uma mulata, do cabelo preto crespo, as coisas teriam sido muuuuuuito diferente, como eu pesenciei o caso da mulher casada com um britânico, com filho, brasileira com essas características físicas. Entra na salinha e responde umas perguntinhas. Se a mulher JÁ MORA LÁ, pra que perguntar quanto tempo ela vai viver no país? Até dia 21 de dezembro de 2012 quando acabar o mundo, está bem para vocês?
    Acho que rola muito preconceito mesmo e isso não rola só com brasileiros ou latinos. Tenho um grande amigo que também mora na Escócia e ele é paquistanês. Quando ele me disse que iria morar lá, caso o pai dele não fosse milhonário, ele poderia dar adeus a esse sonho porque logo de cara a imigração iria fazer ele sentar e contar uma história. Com dinheiro você cala a boca de muita gente, mas se o fato dos brasileiros que moram lá não serem donas de montanhas de petrodollars significa que somos pobres miseráveis, PRA QUE ELES VÊEM AO BRASIL CONVIVER COM ESSA “GENTINHA”???

    responder
  14. Marcos

    Tudo isso que está acontecendo é pura “inveja”, pois o Brasil é um país rico e eles estão ficando pobres.
    Não adianta nos barrar hoje, pois o mundo obrigatoriamente abrirá as portas com orgulho para todos os brasileiros, num espaço curto de tempo.
    A nossa riqueza humana, econômica é algo que desperta cobiça dos europeus e americanos.
    Vamos levantar a cabeça e jamais nos intimidar por ações vexatórias em aeroportos ou onde estivermos.
    O Brasil irá alimentar o mundo em breve.
    O nosso poder econômico é crescente. Já o deles…..nem precisa dizer, né? rsrsrsr
    Abraço a todos os injustiçados.
    Marcos

    responder
  15. Patricia

    Muito estranho essa sua história, se voce é casada com inglês, já deve possuir visto de esposa, e após 4 anos já pode ter visto definitivo, e que no seu caso não deve ser díficil, porque pela sua história, voce viaja muito, então seu marido deve ganhar muito bem, Agora em relação ao Reino Unido eles discriminam até eles mesmo, aqui eu vejo homens e mulheres pobres, todos ingleses, com umas roupas e sapatos que dão até dó, sem contar as moças novas que vejo nos lugares, com dentes podres e não foi somente uma não,até em banheiro de Pub, discotecas elas pucham assunto vc olha aquela produçao, aquele cabelo e quando dão um sorriso,oh GOd aqueles dentes podres, outra história também eu vejo centenas de garotas com bebes, sabe porque? pq o governo paga o aluguel para elas, e eu escutei da própria boca de um inglês que elas fazem isso pq não gostam de trabalhar, eu descobri também porque eles são tão gordos, voce pode olhar no supermercado o tanto de biscoitos, bolos, bolachas, preço bem acessível, e a TV so mostra comida, Aqui é bom para quem não tem nada no Brasil e vive em uma situação ruim, agora no meu caso, não me adaptei pq minha vida é melhor no Brasil,eu vim por vir, bom passei pela imigração 2 minutos, ele me perguntou o motivo, ele viu meu hotel e carimbou, eu respondi em inglês. o problema eu acho que é não falar nada em inglês e outra coisa esse negócio de ficar no fim da fila, para com isso.

    responder
  16. Fabiano

    Eu acredito que haja preconceito contra brasileiros nos chamados países de 1º mundo sim e não podemos fechar os olhos ou simplesmente fingir que isso não acontece todos os dias em aeroportos europeus ou norte-americanos. Apesar de pessoalmente eu nunca ter passado por nenhuma experiência tão traumatizante quanto às suas solidarizo-me contigo Mônica, mas de de fato como citou a Patrícia a única coisa que não compreendo é o fato de você já morar há quase 10 anos no Reino Unido, ser casada com um inglês e ainda não ter se naturalizado e tornado-se cidadã britânica. Faça isso já e assim que tiver adquirido o passaporte vinho será o fim de seus problemas!!!
    acho ridícula toda essa história de vivermos repetindo a tal frase e sonhando que o “Brasil é o país do futuro, que o Brasil é lindo, que o Brasil vai alimentar o mundo”. Quando que isso vai acontecer quando meus tataranetos estiverem na universidade?!? Por todos os escândalos que tenho visto acontecer nesse país, principalmente os políticos, além da Educação e Saúde falidas eu considero o Brasil um país medíocre, uma lástima, uma vergonha!!! Lá fora só o que eles sabem de nós é Floresta Amazônica, Peladões do Carnaval, Futebol fanático e na melhor das hipóteses de uma tal Gisele Bündchen que tem sobrenome alemão e já casou com um yankee e escafedeu-se pros States…
    Mas tudo bem de 4 em 4 anos a gente até finge que é patriota… Se nós fôssemos o chamado 1º mundo e eles o 3º também os trataríamos da mesma forma, mas a diferença é que eles certamente tomariam providências para defender seus cidadãos que a “Reública das Bananas” nem sequer ousaria pensar!
    Viva o Brasil!

    responder
  17. Claudia M. Vieira

    Isto acontece frequentemente! A culpa é em parte nossa, porque aceitamos a forma que eles querem nos tratar. Todas essas atitudes são ilegais e só vão acabar quando a imigração se unir e entrar com uma ação no Tribunal Internacional em Haia. Eu sou advogada , brasileira com dupla nacionalidade, filha d europeu. Estou com um projecto e ja tenho muitas adesões, que , trata-se de ingressar com uma acão contra os Paises que cometem actos discrimnatórios. POr outro o Brasil deveria responder no mesmo tom. Temos que parar de ser bonzinhos e bem – humorados nessas horas. Usar a inteligência e a Lei para punir os que nos tratam mal. Quem quiser aderir ou tiver alguma situação semelhante, favor entrar em contacto. claudiaadv.vieira@gmail.com

    responder
  18. Mrs Brazil

    Eu tb sou casada c ingles e viajo o mundo td c ele nunca fui tratada mau em outros paises da africa asia america do sul ect mas tive algum desagrado aki em uk,ja sou residente e vou me naturalizar em breve ja teve 2 vezes q fui tratada de uma forma rude sem necessidade pq ja tenho meu visto de residencia definitivo passei no bendito tesde de ingles e tds os vistos pagos que nao sao baratinhos custa uma fortuna o ultimos foi 900 libras com essa grana da ate p fazer umas ferias e meu marido paga tds os taxes p governo e eu nao trabalho em uk e nunca trabalhei sou madame gracas a deus,alguns da imigracao sao discriminantes e verdade mas tb nao sao tds e um fato,dessas 2 vezes q fui tratada de forma rude e tantas perg desnecessarias meu marido fez uma reclamacao aos superiores deles recebemos uma carta como resposta e uma quantia em dinheiro como indenizacao nao da pra pagar nem minhas calsinhas nao aceitamos e claro pra que que vou me rebaixar nao devo nada a eles esta tudo pago em dia meu casamento nao e falso somos uma familia que se ama e estamos quase fazendo um nenen eles nao devem nos interrogar pq ja passamos por tds os criterios exigidos por eles mesmos eles devem nos deixar em paz e respeitar e sim interrogar os terroristas que entram aki p explodir o povo e nos q tb somos residentes aki tb podemos ir de laranjas sem ter nada a ver com essa guerra de arabe contra britanico,bom pedimos mais investigacoes ate chegar num patamar que eu quero, e isso que temos que fazer reclamar e mais na prox vez vou ate usar camera com mic pra provar q fui discriminada e ir na justica e pedir indenizacao milionaria e abrir a boca no trombone na bbc jornal ect fazer o maior barraco pq e assim que brasuca faz n brasil se bobear vou virar ate celebrity como eles sao obcessecados aqui,corram atras dos seus direitos mostrem que vcs tem inteligencia nao so reclamem sem fazer nada , me admiro do marido dessa sra nao fazer nada por ela e obrigacao dele procurar defende la na prox vez facam uma reclamacao por escrito.quanto o brasil a gente ama e claro morando aki ou nao eu sou brasileira e td minha familia esta la e um dia pretendemos morar nesse lindo pais c mts problemas e claro mas fazer o que acho que cada um tem que fazer sua parte nao negar suas raizes fazer o melhor p sua vida e viver em paz aki nao e lugar p ficar milionario quem vem p ca com esse sonho pode se desepcionar serio.Boa sorte a todos galera o negocio e reclamar qualquer discriminacao seja onde for aki no brasil ou em qualquer lugar d mundo bye bye

    responder
  19. Tomas(Dou Visto)

    Boas alguma brasileira interessada em pagar 9mil libras para casar com português nato, com finalidade de conseguir passaporte europeu?
    Com os seguintes benefícios:
    – Habitação com aquecimento central e ar condicionado, vista para cidade londres (Big Ben), Tv-Plasma, Tv cabo, Internet.
    – Alimentação free.
    – Providencio curso de ingles.

    Com as seguintes condições.

    – Tera que fazer o cleaner diário na casa.
    – Providenciar as refeições diárias.
    – Levar meu filho para escola.
    – Dividir a mesma cama comigo e a minha actual companheira.
    – Levar meu filho para escola.
    – Dividir a mesma cama comigo e a minha actual companheira.

    Contactar.
    kryzalid09@hotmail.com

    responder
    1. Natalia

      Meu filho do jeito que a Europa e os paises estao FALIDOS!!!! Eu como brasileira, se vc me pagasse 9.000 libras pra casar com vc e morar na Europa, eu nao queria ainda. Os brasileiros que imigram hoje em dia sao pessoas sem qualificacao, atras de esmolas do 1 mundo, por isso moro fora e pretendo voltar ao Brasil.
      passar bem

      responder
  20. Humberto

    O pior é ver esses idiotas, mr. obessecado e tomas falarem essas imbecilidades. Se forem da espanha, itália, inglaterra ou portugal eu até entendo, a imbecilidade é genética

    responder
  21. NEA

    EU TAMBEM SOFRI DESCRIMINAÇAO NA IMIGRAÇAO, E TERRIVEL MESMO,FIQUEI PRESA, E AQUELE PROCESSO CANSATIVO E HUMILHANTE,E ISTO QUE TENHO MINHA UNICA FILHA E NETA NESSE PAIS,E LASTIMANTE, INFELIZMENTE,O PAIS E BONITO MAIS OS QUE DEIXA FEIO E O PRECONCEITO POR RAÇAS,A TERRA FOI FEIAT POR DEUS,E ELE NAO COLOCOU LIMITES.
    TENHO MINHA UNICA FAMILIA MORANDO LA,E E DIFICIL PARA MIN,PORQUE ESTOU SEMPRE PASSANDO SITUAÇOES DIFICIES PARA ENTRAR NO REINO UNIDO.
    ESPERO QUE UM DIA TUDO ISSO ACABE E QUE TODOS DE TODAS AS NAÇOES POSSAM TER LIBERDADE DE IR E VOLTAR………ATE.

    responder
  22. MARCELO

    EXISTEM MUITO PRECONCEITO HOJE EM DIA.UM DELES É NO FUTEBOL FEMININO E MASCULINO.HA VARIOS JOGADORES DE FUTEBOL GAYS E LESBICAS QUE NÃO PODEM FALAR DA SUA OPÇÃO SEXUAL PELO MOTIVO DO PRECONCEITO.EXISTEM TAMBEM COMENTARISTAS PRINCIPALMENTE DA REDE GLOBO QUE SÃO PRECONCEITUOSOS.PODEM OBSERVAR NA HORA QUE ELES ESTÃO FALANDO DE FUTEBOL QUE FICAM DANDO RISADA,É PELO FATO DE SABEREM COISAS DOS BASTIDORES DO FUTEBOL.UM DOS QUE NÃO SÃO PRECONCEITUOSOS É O TIAGO QUE FAZ PROGRAMA OU COMENTARIO DE FUTEBOL NA HORA DO ALMOÇO ,ELE É GAY E GOSTA MUITO DE GANHAR CAMISA DE JOGADOR PARA FICAR CHEIRANDO,OBSERVE TAMBÉM O JEITÃO DELE! ESTE NEGOCIO DE PRECONCEITO TEM QUE ACABAR!

    responder
  23. Kelly

    Quanta ignorancia e idiotice nos comentários, credo.Depois reclamam da fama…..E sempre aparecem essas de sangue misturado pra dizerem que são “brancas” e por isso não foram/são discriminada nos aeroportos. Na maioria da vezes é mentira. Já vi sala de imigração cheia delas com cara de cachorro molhado de chuva….

    A todos os que foram discriminados: I’m sorry….entendo que não é fácil. Lendo os comentários de voces cheguei a conclusão de que na verdade NUNCA fui discriminada. Achava que sim por causa de algumas perguntinhas e caras feias do pessoal da TAP (portugas)…

    Quanto a Monica, está me parecendo demais as situações que ela enfrentou. Tem certeza que tá tudo certo, mesmo?

    Enfim, o triste é saber que o preconceito tende a aumentar nesse canto do mundo, tudo por que europeus estão cada dia mais pobre, dominados e invadidos pelos islamicos, condenados a falência e os culpados, PARA TODOS OS EFEITOS, somos nós: os imigrantes.

    Sorte para nós todos, amém!!

    responder
  24. Renato

    Olha depende cada cso e um caso,eu morro aqui el Londres a 12 anos,eu aho que o Brasileiro quando chga num pais estrangeiro deveria buscar saber mais da cultura do pais e o idioma,pois eu conheco gente que mora aqui anos e nao fala ingles,ai passa vergonha mesmo,mas sempre tem preconceito sim por nao sermos europeus,eu tenho visto de residencia,agora eu quando chego no balcao eu nao deixo me humilhar nao,quando comeca a perguntar demais eu ja mando para e me explicar o porque,e ja digo que nao tenho mais nada que responder porque eu ja fiz essa parte antes quando solicitei o visto,ja ate briguei com oficial de imigacao,a pessoa primeiramente tem que falar firme,olhando no olha do oficial,e impondo respeito,agora se chega la igual a um zero-esquerda eles fazem o que bem entendem,eu nao deixo me humilhar nao,tem que ser firme nas respostas e claro sem faltar com respeito,mas no geral eu sempre fui muito bem tratado aqui.

    responder
  25. assis

    Deveria ser feito o contrário, se uma inglesa quiser casar comigo vai ter que ir morar no Piaui no nordeste e sem praia. Temos que trazer os europeus pro Brasil pois aqui tem mais espaço, assim agente vê se consegue mudar a nossa má fama.

    responder
  26. yara

    eu morei por 10anos na inglaterra , estou no brasil tem um ano e meio , e estou mirrendo de saudades de londres e toda uk, aprendi muito c outra cultura e fiz muitos amigos,quanto ao preconceito existe sim, e comeca com os propios brasileiros q conceguem ter um passaporte europeu ou visto p morar la, ai sim vc ver oque eles fazem c os propios brasileiros ,humilham ate nao poder mais. eu vi isso e ninguem me contou.

    responder
  27. carlos

    Bem feito, mulher brasileira sempre quer dar golpe em europeu, ta fora do brasil não paga imposto no brasil… não tem q fazer nada. por que será q todos os casos é sempre brasileira casada com estrangeiro ?

    eu ja morei na europa e mulher brasileira tem uma fama horrivel, de prostituta mesmo… então vcs cavaram isso não podem ver um estrangeiro que ja se jogam…. quando vcs se respeitarem ai os outros vão começar a respeitar mulher brasileira

    responder
  28. Aline

    Boa noite! Moro ha 3 anos na Europa, sou estudante . Ja passei por Muitas situacoes de preconceito. Em minha opiniao, o Pais que mais me sentir descriminada foi a Inglaterra, eu particularmente acho esse povo deshumano. Tive que estudar Ingles por 3 meses na Inglaterra e os comentarios a respeito de brasileiros São sempre os mesmos, favelados, povo de terceiro mundo e se vc comeca a retrucar eles comecam a dar indiretas do tipo: exemplos de paises pobres como o Brazil. Na escola eles fazendo questao de dar tratamento especial para os Europeus, Italianos, Espanhoes…Dai se voce sente desconfortavel e vai ate a diretoria da escola reclamar que a professara nao response questoes para nao Europeu, pensa que resolve, nao! Eles comecam a te ironizar, se vc for afro descendente como eu, comecam a dar a maioria dos exemplos gramaticais inclui ” Africa, cor, pobreza, eles tentao acetar o seu emocional, para que vc se sinta inferior. Mas em Meu caso, nao baixo a minha cabeca e nao me deixo ser afetada, por que pra mim eles sao do tamanho do preconceito deles, bem pequenos! Por um outro lado tambem, acho que Brasileiro deixa muito a desejar, de modo geral nao gosta de estudar nem no Brasil nem fora e tambem a Educao Publica no Brasil nao nos favorece muito.

    responder

Deixe uma resposta para Marcos Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *